Sobre a réplica Rolex Rail Dial

Se você é um leitor fiel do nosso blog, certamente já viu alguns de nossos artigos anteriores discutindo detalhes aparentemente pequenos do design do mostrador Rolex que podem ter um grande efeito na coletividade e no valor de um relógio. Alguns desses mostradores, como o “Paul Newman Dial” ou o “Sigma Dial”, são bastante populares, enquanto outros, como o “Rail Dial”, são menos populares. Portanto, se você não tem idéia do que é um Rolex Rail Dial, vamos encontrar a resposta aqui.


Temos que conversar sobre o que não é evitar alguma confusão antes de começarmos a explicar o Rolex Rail Dial. Ao discutir os mostradores de réplicas de relógios, às vezes você se encontra com o termo “ferrovia” para descrever a escala de minutos que percorre a periferia do mostrador que parece, bem, uma ferrovia. Você também pode ouvir a designação “Relógio ferroviário”, que se refere a relógios de primeira qualidade que foram aprovados para uso pelas equipes de trem naquele dia.

 

ed
Outra coisa a notar é que o falso Rolex Rail Dial não é o mesmo que o Rolex Radial Dial. O Rolex Radial Dial pode ser encontrado em algumas GMT-Master vintage ref. Modelos 1675 e é apresentado por índices de horas menores, posicionados um pouco mais longe da faixa dos minutos. Às vezes, os termos “discagem ferroviária” e “discagem radial” são erroneamente usados de forma intercambiável.
Um Rolex Rail Dial refere-se ao caso em que a letra “C” em “Cronômetro” está alinhada com a letra “C” em “Certificado” no texto ‘Cronômetro superlativo oficialmente certificado’ no mostrador. Embora as origens reais do apelido “trilho” sejam desconhecidas, só podemos assumir que é porque as duas letras Cs se alinham como faixas. As palavras “Cronômetro” e “Certificado” geralmente não são organizadas dessa maneira se você olhar para um típico mostrador Rolex; então os mostradores ferroviários se destacam como uma anomalia – e os colecionadores adoram anomalias.


Os mostradores Rolex Rail podem ser vistos em algumas referências vintage Explorer II. Modelos 1655 e Explorer II 16550. No entanto, as réplicas Rolex Rail Dials mais famosas e colecionáveis são as encontradas na ref vintage Sea-Dweller. Modelos “Great White” 1665 e refª Sea-Dweller vintage. 1665 modelos “COMEX”.
Os mostradores ferroviários Sea-Dweller foram fabricados por dois curtos anos, de 1977 a 1979, pelos fabricantes de mostradores da Stern. Como resultado, eles são bastante raros no mercado vintage. Isso é particularmente verdadeiro, pois os mostradores de serviço da Rolex instalados nesses relógios especiais Sea-Dweller não tinham os “Cs” perfeitamente alinhados – portanto, eles não são considerados mostradores de trilho da Rolex.
Geralmente, o posicionamento e o estilo das fontes nos mostradores Rolex são de grande interesse para muitos colecionadores de relógios Rolex. Na verdade, as inconsistências de discagem abriram o caminho para a chamada categorização “Mark” das réplicas de relógios Rolex entre os colecionadores. E, às vezes, é dito que um detalhe de discagem obtém seu próprio apelido fora dos rótulos “Mark” – assim como o Rolex Rail Dial.

hu

Réplica impressionante especial Rolex Single Red Sea-Dweller

No Baselworld 2020, os entusiastas voltam a atenção para os vários relógios Rolex antigos que têm texto em vermelho nos mostradores desde que foi lançada a referência 126600 Rolex Sea-Dweller, atualmente todos populares entre os colecionadores. É o Rolex Single Red Sea-Dweller que é o mais raro e valioso de forma significativa entre esses relógios. Embora, com toda a conversa sobre os diferentes relógios de mergulho Rolex de “texto vermelho”, a rara extensão do Habitante do Mar Vermelho Único (e os detalhes por trás do que torna este relógio tão especial) possa às vezes ser ignorada ou enterrada no restante os detalhes Rolex vintage aparentemente insignificantes, mas sempre tão importantes.
Para aqueles que não estão familiarizados com esse santo graal da coleção Rolex vintage, aqui está uma breve introdução sobre o que exatamente torna o rolex quartz replica Single Red Sea-Dweller tão especial e por que os colecionadores estão dispostos a pagar preços loucos por eles sempre que tentam melhor para a superfície em leilão.

kk
Até onde sabemos, existem apenas cerca de uma dúzia de relógios Single Red Sea-Dweller. Embora o Red Submariner e o Double Red Sea-Dweller fossem simplesmente as primeiras iterações de suas respectivas referências e foram produzidos por vários anos, respectivamente, o Single Red Sea-Dweller era realmente mais um protótipo e nunca foi anunciado formalmente em público ou vendido através de revendedores autorizados.
O fato é que todos os doze exemplos conhecidos foram dados a mergulhadores selecionados à mão para fins oficiais de teste ou como premiação. Entre esses doze relógios, pelo menos um substituiu seu mostrador devido a danos, portanto, existem apenas onze exemplos conhecidos de moradores do mar vermelho isolados que ainda existem atualmente.
Uma das coisas que faz diferença entre o “Double Red” junto com o “Single Red” Sea-Dwellers e outras referências Sea-Dweller é que ambos têm os nomes “Submariner” e “Sea-Dweller” impressos. Embora o nome “Sea-Dweller” apareça apenas em texto vermelho no mostrador do Single Red Sea-Dweller, portanto, receba seu apelido, as diferenças de discagem são mais do que apenas uma questão de cor do texto.
O Single Red Sea-Dweller marca “Submariner 500 M-1650 FT” na segunda linha do texto (impresso em letras brancas) em vez de marcar o “Submariner 2000”, como no Double Red Sea-Dweller, porque sua produção está além da final projeto da referência 1665 Sea-Dweller, que se beneficiaria de um aumento da profundidade. Exceto pela diferença nos valores de classificação de profundidade e na linha de texto adicional, a ordem das unidades para a classificação de profundidade também mudou, tornando poucos moradores de mar vermelho únicos os únicos “primeiros metros” relógios Sea-Dweller que nunca foram produzidos por Rolex antes.

ju
Hoje, a válvula de escape de gás hélio é talvez a primeira coisa que define a coleção Sea-Dweller da Rolex. No entanto, o 5513 Submariners de referência foi a primeira versão Rolex a ser equipada com essa tecnologia altamente especializada, foram usados como protótipos, enquanto a Rolex trabalhou com a COMEX para desenvolver o design final para sua válvula de escape de gás. Uma complicação de data adicionada ao Habitante do Mar Vermelho Único, tornando os novos recursos introduzidos nos relógios de mergulho da rolex swiss replica watches, para que os mergulhadores que vivem e trabalham abaixo da superfície do oceano possam acompanhar os dias, exceto o tempo decorrido enquanto permanecerem debaixo d’água.
É interessante que sete dos doze relógios Single Red Sea-Dweller não estejam equipados com válvulas de escape de gás hélio. O problema das moléculas de hélio aprisionadas que forçam os cristais a “se soltarem” durante a descompressão ocorre apenas em profundidades maiores, quando mergulhadores vivem por muito tempo em ambientes saturados de hélio. Certamente, nenhum desses problemas semelhantes existe em águas mais rasas. Por exemplo, o relógio para mergulhadores que faziam parte do Tektite 1 usado não se encaixava absolutamente em válvulas de escape de gás hélio, porque a mistura de gás usada consistia apenas em nitrogênio e oxigênio durante a profundidade relativamente rasa do projeto (50 pés / 15 metros).
Devido à sua quantidade de produção extremamente limitada e ao histórico bem documentado de uso profissional rigoroso, os relógios Rolex Single Red Sea-Dweller são extremamente preciosos e raramente aparecem em leilão, muito menos é provável que você o veja no pulso de alguém na vida cotidiana . Mesmo que seja comum saber que ainda existem apenas doze exemplos conhecidos, a cheap rolex nunca confirma detalhes como números de produção. Assim, sempre há um pouco de esperança de que o décimo terceiro único morador do mar vermelho esteja esperando para ser encontrado; para algum entusiasta sortudo, é uma ótima notícia.